Siga-nos  
                                                       Cidadão SP    /governosp    Dúvidas Frequentes


Vídeo - Uva IAC Ribas Agroecológica Colheita Janeiro 2022 em São Roque

Acesse o vídeo clicando aqui.

Acompanhe os vídeos anteriores do Projeto
https://www.youtube.com/playlist?list..

Sindusvinho integra projeto de implantação do primeiro vinhedo orgânico de São Roque Com o olhar sempre voltado para o desenvolvimento, crescimento e na constante busca por novas potencialidades para o setor vinicultor de São Roque, o SINDUSVINHO – Sindicato da Indústria do Vinho de São Roque, integra, juntamente com a Prefeitura da Estância Turística de São Roque, o Instituto Federal de São Paulo – campus São Roque e com a UPD da APTA (Unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de São Roque da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), órgão ligado à Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, os trabalhos de implantação do primeiro vinhedo orgânico da cidade que teve início em 03 de setembro de 2018. Valorizando ainda mais o que é produzido nas terras são-roquenses, o projeto visa atender a demanda dos produtores rurais do município que querem aumentar o cultivo de uva, aliado a demanda do mercado consumidor por produtos mais sustentáveis. A parceria foi viabilizada em 2017 entre a Secretaria de Agricultura e a Prefeitura de São Roque e ganhou a adesão do SINDUSVINHO e do Instituto Federal. A área delimitada para o experimento é de 0,3 hectares e fica na estação experimental fundada há mais de 92 anos como sede do Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

Para Fernando Pereira Leite, presidente do SINDUSVINHO, o projeto conjunto destas quatro frentes, possibilita, além das pesquisas e criação de novas tecnologias e variedades de uvas, a retomada da cultura dos vinhedos em São Roque. “São Roque já foi tomada por videiras, e em função de vários aspectos como o+ clima, valorização imobiliária e dificuldade de mão de obra, a cidade perdeu muito espaço de plantação de uvas. O projeto das uvas orgânicas vem justamente para retomar esta cultura histórica de São Roque. E produzirmos sucos e vinhos com uvas naturais daqui”, explica Fernando.

Das quatro instituições envolvidas no projeto, cada uma entra com suas capacidades, gerando assim uma frente completa para o desenvolvimento do vinhedo. As uvas escolhidas para os trabalhos foram a Bordô, Isabel Precoce e Ribas e tem como objetivo de serem utilizadas para a produção de suco de uva orgânico e posteriormente para vinhos. O SINDUSVINHO fez um investimento no projeto das Uvas Orgânicas de São Roque de em torno de cem mil reais, os valores foram utilizados para adquirir todas as mudas e plantio, tela de proteção, cobertura plástica, arcos, estirantes e equipamentos para vinificação, além do fornecimento da mão de obra para acompanhar o vinhedo e todos os cuidados e necessidades diárias. “Neste espaço o intuito é multiplicar as mudas desta produção orgânica para fornecer aos produtores e eventuais interessados no plantio da uva”, afirma Fernando.

Com a tendência de cada vez mais buscar a sustentabilidade e o consumo mais racional dos recursos naturais, como água e solo, e a segurança alimentar do consumidor, o primeiro vinhedo orgânico de São Roque, se destaca como um laboratório vivo das videiras. Para o Instituto Federal de São Paulo – campus São Roque é o local ideal para os alunos poderem fazer suas práticas didáticas e praticar a pesquisa aplicada, além de acompanhar o desenvolvimento das plantas nessa forma alternativa de cultivo e posteriormente repassar essas práticas de cultivo para outros produtores que se interessem, proporcionando cursos e capacitações. O projeto tem uma duração estimada em torno de quatro anos, até as uvas atingirem sua maturidade, com pelo menos três safras. Desta forma o agricultor terá todas as garantias para o cultivo em maior escala.

Assessoria de Imprensa:
Cristiano Siqueira Jornalista MTb: 073.522/SP
Contato: (11) 97540-8492
E-mail: imprensa@exposaoroque.com.br

A Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, tem a missão de coordenar e gerenciar as atividades de ciência e tecnologia voltadas para o agronegócio. Sua estrutura compreende o Instituto Agronômico (IAC), Instituto Biológico (IB), Instituto de Economia Agrícola (IEA), Instituto de Pesca (IP), Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) e Instituto de Zootecnia (IZ), além dos 11 Polos Regionais distribuídos estrategicamente no Estado de São Paulo e do Departamento de Gestão Estratégica (DGE).

As unidades de pesquisa da APTA atendem à demanda tecnológica das diversas cadeias de produção do agronegócio, utilizando seu potencial de geração e transferência de conhecimento em uma visão de desenvolvimento sustentado, com foco na inovação com responsabilidade social e ambiental.


Fonte: Youtube Brasil - Canal Plantar em Casa
07 Janeiro 2021
https://www.youtube.com/watch?v=16MIxSGVnFk


Pesquisadores lançam site que monitora atividade pesqueira no Rio Doce e litoral